LUNETAS - GUIA BÁSICO

Dispositivos de miras. Miras abertas, lunetas, Red Dot, ...

LUNETAS - GUIA BÁSICO

Mensagempor Nelson » 03 Mar 2008 16:12

LUNETAS – GUIA BÁSICO

Lunetas são acessórios indispensáveis para tiros à longa distância. Embora seja factível, se torna difícil obter agrupamentos consistentes a distâncias maiores de 40 jardas com mira aberta. Para mim, pelo menos.

Por isso, o atirador que deseja atirar a longas distâncias precisa equipar sua arma com uma boa luneta. Mas como definir uma boa luneta?

A primeira consideração a fazer é o tipo de arma onde ela será instalada: Se uma PCP ou uma Springer de alta potência ou mesmo gás-ram, por exemplo.

As armas PCP são isentas de recuo e, por isso não exigem muito da luneta no quesito resistência. Por sua vez, as springers e gás-ram apresentam recuo que, em algumas armas pode ser mais prejudicial às lunetas do que certos rifles de fogo central.

O assunto sobre lunetas é bastante extenso e poderia se escrever um capítulo inteiro sobre ele, no entanto, tentarei apontar apenas os pontos mais relevantes e de forma bem resumida.

O primeiro cuidado na escolha da luneta para arma de pressão por ação de mola ou gas-ram é certificar-se que ela é adequada a esses tipos de arma. Alguns equipam suas armas de pressão com lunetas desenvolvidas para rifles .22 de fogo circular, que não apresentam recuo. Isso não é problema quando se trata de PCP ou CO2, mas as springers e gas-ram apresentam recuo nos dois sentidos, visto que a mola rebate quando o pistão alcança a câmara no fim de curso, o que transmite energia considerável às lunetas.

Algumas lunetas baratas apresentam acabamento externo que saltam aos olhos, mas o importante nas lunetas é a qualidade das lentes e do seu revestimento. Lentes de boa qualidade e revestimento não distorcem a imagem e são menos afetadas por clarões, além de manter a luminosidade. E também duram muito mais. Porém, boas lentes sempre custam mais e é importante saber em que tipo e preço de arma a luneta será instalada. Pode parecer que se arma é de baixo custo então a luneta também deve ser de baixo custo. Paradoxalmente, as armas de baixo custo castigam mais as lunetas do que as armas caras. Isso porque as armas mais baratas não dispõem de mecanismos que reduzem o recuo e a vibração. Portanto, além de apresentarem lentes de alta qualidade, as lunetas devem apresentar também uma construção resistente.

Ao escolher uma luneta, é importante ter uma idéia do uso pretendido.
Alguns pontos a verificar:
•Com que freqüência você vai atirar? Para usos contínuos, a luneta tem que ser de construção robusta.
•Você vai atirar em locais de distâncias variadas? Se esse for o caso, você vai precisar de uma luneta com ajuste de magnitude (zoom).
•Você vai montar a luneta em uma PCP ou em uma Springer ou gás-ram? Se for springer ou gás-ram, a luneta tem que ser específica.
•Você pretende atirar em locais de pouca luz? Então vai precisar de uma luneta com boa capacidade de obter luz, normalmente de objetiva grande.

As configurações mais populares de luneta com ajuste de magnitude são 3 – 9 x 32 e 3 – 9 x 40. Os primeiros dois números se referem à magnitude e significam que neste caso, a luneta possui aumento de 3 até 9 vezes. O último número se refere ao diâmetro da objetiva em milímetros. Como regra geral, quanto maior a objetiva, melhor a obtenção de luz.

Existem também as lunetas de magnitude fixa, dentre as quais a mais popular é a 4 x 32. Houve época em que lunetas pequenas 4 x 32 dominavam os campos de tiro, mesmo para FT e era bastante popular. Nota do autor: Eu ainda gosto bastante dessas lunetas.

Existem algumas lunetas de magnitude fixa em 6X ou 10X, mas via de regra se destinam às armas de fogo. Existem poucas que se adaptam às armas de pressão (springers) e algumas têm corpo de 30mm.

Para uso geral, eu não tenho dúvida em dizer que lunetas 3 – 9 x 32 ou 3 – 9 x 40 são as melhores opções para a maioria das situações.

TIPOS DE RETÍCULOS:

Retículo é o termo para as duas linhas que se cruzam no centro (ou outros modelos de linhas, algumas vezes chamadas de “estadia” ou mesmo de “gratículo”) que são usadas para pontaria. Muitos usam o termo popular Inglês “Cross-Hair”. Mas no final é tudo a mesma coisa.

Existem vários tipos de retículos e poderíamos escrever muitas páginas, só sobre isso. Mas em geral, o modelo tradicional 30/30 satisfaz a maioria. Contudo, vale lembrar que existem outros tipos de retículos como os que apresentam um diamante central na forma de parênteses, lunetas com retículos iluminados e o mais recente favorito e, que muitos não entendem: o retículo Mil-Dot. Existem ainda retículos especiais que alguns praticantes de FT costumam usar. Dentre os retículos especiais podemos destacar os tipos “escada” e os retículos com graduação.

Lunetas com retículos iluminados têm seus seguidores, mas são úteis apenas em condições de pouca luz ou contra um fundo escuro. Podem também ser utilizadas para tiro à noite com o auxilio de lanternas. Eu particularmente não faço muita questão disso, mas há sempre quem goste.
Meu conselho se você for adquirir uma dessas lunetas é ter certeza que o controle de brilho (reostato) dá boa variação de baixa intensidade para alta intensidade de luz sem causar sombra sobre as linhas do retículo. Existe ainda para ambientes de pouca luz o retículo tipo poste vertical com linha horizontal (Desenho Alemão).

Quanto ao Mil-Dot ou luneta multi-pontos, também seria possível escrever um outro capítulo, mas vou me concentrar apenas nos benefícios para as armas de pressão. Mil no termo Mil-Dot não é abreviação de sua origem militar, mas se refere à abreviação da palavra mili-radiano. Sem complicar muito, é o nome que os militares deram ao sistema que desenvolveram para medir ângulos e distâncias com precisão em instrumentos óticos. Quando utilizado corretamente, esse retículo pode ser utilizado para estabelecer o ângulo mili-radiano da parte superior à parte inferior de um objeto de tamanho conhecido. Isso permite calcular a distância até o objeto usando aquele tamanho pré-definido. O ponto correto pode então ser usado como ponto de pontaria (mira) sobre o objeto. Para FT é bastante útil, mas o atirador deve fazer a lição de casa antes, de modo a conhecer as distâncias para cada ponto em relação àquela arma onde está instalado. Se trocar de arma, tem que fazer tudo de novo.

QUANTO À ESCOLHA DA LUNETA

Luneta – Mínimo 1,5X ou 2X até 5X ou 6X de magnitude com objetiva de 20mm ou 32mm. Essas lunetas são ideais para tiros a curtas distâncias e para visada rápida do alvo. A deficiência dessas lunetas é para ambientes de pouca luz. Porém podem ser montadas com mounts baixos, o que ajuda para armas de baixa e média potência.

Luneta – Mínimo de 3X ou 4X até 9X, 10X ou 12X de magnitude com objetiva mínima de 40mm. Aqui falamos de lunetas para uso geral e, que podem ser montadas em mounts de média altura. Apresentam razoável campo de magnitude, razoável campo de visão mesmo na menor magnitude e são boas para aquisição de luz.

Luneta – Mínimo de 3X ou 4X variável até 12X de magnitude com objetiva a partir de 50mm. Esta é a especificação clássica para ambientes de pouca luz. Existem maiores, mas 50mm de objetiva é mais do que suficiente. É possível obter um grande campo de visão na magnitude menor com melhor qualidade de imagem e maior eficiência na aquisição de luz. Normalmente se instalam essas lunetas em mounts de base alta*.

Existem lunetas com magnitude até 24 vezes, mas eu não vejo necessidade de tanto para armas de pressão, além disso, o conjunto se torna muito pesado e o custo muito alto.

*NOTA: É preciso atenção ao instalar lunetas em mounts de base alta. Em certos casos, com lunetas de ¼ ou 1/8 de MOA, o curso do ajuste na torre pode não ser suficiente para zerar a luneta, isto é, você gira o botão de ajuste até o fim, mas o retículo não centraliza sobre o ponto de impacto. Para isso a luneta tem que apresentar longo curso de ajuste ou se o ajuste for de 1 MOA, será mais fácil. A menos que você disponha de um mount com ajuste de altura, essa condição deve ser considerada.

Quanto aos mounts, prefira sempre um de boa qualidade. Lembre-se que ele é responsável por manter a luneta fixa e pela conseqüente precisão. Pode ser de peça única ou em duas peças, mas a qualidade da arma também influencia no bom desempenho do conjunto mount-luneta. Armas potentes não têm que necessariamente apresentar recuo forte. Então, se você pretende atirar com o auxílio de luneta, para maior homogeneidade do conjunto, procure observar a qualidade da arma antes de adquirir a luneta para não se decepcionar mais tarde. Ou então esqueça o uso de lunetas e divirta-se com as miras abertas. Se for esse o caso, recomenda-se o seguinte: Faça sessões de tiro a várias distâncias com intervalos de 5 jardas (ou 5 metros, se preferir) e determine a distância máxima que você consegue agrupamentos em torno de 5,0 cm.

Nelson.
Editado pela última vez por Nelson em 03 Mar 2008 19:12, em um total de 2 vezes.
"PROIBIR É SE MOSTRAR INCAPAZ DE EDUCAR"
'Freedom Through Strength' - NRA
"I live for myself and answer to nobody" - Steve McQueen
Avatar do usuário
Nelson
Atirador
Atirador
 
Mensagens: 745
Registrado em: 19 Dez 2005 17:49

Mensagempor Marcelo Santos » 03 Mar 2008 16:37

Grande Nelson!!


Ótimo post! ta de parabêns!


seria interessante vc bolar um assunto sobre as Holográficas red dot!


um abraço!
Editado pela última vez por Marcelo Santos em 04 Mar 2008 23:25, em um total de 1 vez.
Menald Cazador 5.5 Hibrida by Paulo Martins
Avatar do usuário
Marcelo Santos
Atirador
Atirador
 
Mensagens: 658
Registrado em: 05 Out 2006 18:35
Localização: Manaus - AM

Mensagempor enio79 » 03 Mar 2008 17:28

Boa aula cara.. ehhe

|Parabens|
CONDOR 5.5 - TASCO WC 3X9-40
ATIRADOR COM CR
Avatar do usuário
enio79
Atirador
Atirador
 
Mensagens: 154
Registrado em: 25 Jan 2008 16:51
Localização: Curitiba

Mensagempor Antonio Caldas Ribeiro » 03 Mar 2008 19:13

Se o nelson fosse jogador de futebol o milan já tinha contratado seus passe. Mais uma vez obrigado....
Só existem direitos para aqueles que os postulam.
Antonio Caldas Ribeiro
*Moderador - MVB
*Moderador - MVB
 
Mensagens: 4255
Registrado em: 17 Jul 2007 19:44
Localização: Belo Horizonte MG

Mensagempor RodrigoBsb » 03 Mar 2008 22:14

=D> =D> =D> Muito bom , como sempre =D> =D>

Existem lunetas com magnitude até 24 vezes, mas eu não vejo necessidade de tanto para armas de pressão, além disso, o conjunto se torna muito pesado e o custo muito alto.


Quando utilizamos lunetas com aumento maior , no Brasil é mais comum encontrar atiradores utilizando 24x até 32x, lá fora chegamos a 40x e até 50 x, normalmente se utiliza essa ampliação máxima para fazer a medição de distância, que em Ft é fundamental e quanto maior o aumento mais precisa fica a leitura da distância , porém, como são lunetas enormes acaba realmente agregando um peso extra a arma,e diminuindo a manobrabilidade da mesma, se justificando o uso apenas em caso de competiçoes de fielt Target,...

Abrçs
Comigo é até o "TALON"!!!!

Tudo pelo ar, sem ele não vivemos!!!
RodrigoBsb
*Moderador - MVB
*Moderador - MVB
 
Mensagens: 3926
Registrado em: 10 Mar 2006 10:13
Localização: Brasilia DF

Mensagempor rodrigo_marques21 » 03 Mar 2008 23:46

boa é apelido
excelente explicação
abraços
Norica Dragon Camo 4,5 mm Saudade
Gamo CFX 4,5 mm Nova Paixão, rs

Imagem
Avatar do usuário
rodrigo_marques21
Atirador
Atirador
 
Mensagens: 798
Registrado em: 11 Out 2007 14:11
Localização: Franca/SP

Mensagempor Nelson » 04 Mar 2008 00:29

Caro Marcelo Santos,

Quanto às Red Dot ou “Holo” sights, como chamamos, não há realmente muito o que falar.
Esse tipo de mira se aplica mais àqueles que praticam tiro a alvos móveis e o alcance é limitado, sendo que os melhores resultados se consegue a distâncias de até 25 jardas. O sistema de fixação na arma e de regulagem, como todos sabem,é igual ao das lunetas. Eu utilizo esse tipo de mira em um dos meus revólveres, visto que facilita bastante a visada rápida.
Se alguém se interessar, duas boas marcas são AIMPOINT e BUSHNELL.

Abraço,

Nelson.
"PROIBIR É SE MOSTRAR INCAPAZ DE EDUCAR"
'Freedom Through Strength' - NRA
"I live for myself and answer to nobody" - Steve McQueen
Avatar do usuário
Nelson
Atirador
Atirador
 
Mensagens: 745
Registrado em: 19 Dez 2005 17:49

luneta para medir distâncias

Mensagempor JCASJ » 04 Mar 2008 09:11

Nelson ou quem saiba bem do assunto.

Poderiam colocar uma aulinha prática e rápida de como utilizar a luneta para medir distâncias.

Abraço a todos.
BAM B-50 5,5 L Tasco 3-9x40E
CBC MNS 5,5 L 4x32
CBC Expresso 245 4,5
JCASJ
Atirador
Atirador
 
Mensagens: 65
Registrado em: 16 Mai 2006 16:34
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Mensagempor Nelson » 04 Mar 2008 12:58

JCASJ,

Na verdade existem lunetas sofisticadas que mostram a distância do alvo na lente, mas não as conheço para uso em armas de pressão.
No entanto, é possível estimar a distância a partir de uma dimensão previamente conhecida. Isso é mais fácil com lunetas tipo Mil-Dot, mas se observar, no meu texto eu falo de lunetas com retículo 30/30. O que significa 30/30?
Retículo 30/30 significa que a distância entre as pontas linhas mais grossas do retículo (ou a linha mais fina) equivale a uma distância de 30 polegadas (76 cm) a 100 jardas com magnitude 4X, o que equivale a 19cm a 25 jardas. Essa regra foi determinada a partir do tamanho médio do White Tail Americano, visto que as lunetas foram primeiramente aperfeiçoadas para caça.
Então, se você mirar num objeto de 10cm a 25 jardas, com magnitude 4X, ele cobrirá a distânica entre a linha vertical e a ponta da linha horizontal mais grossa do retículo.
Criando um padrão de tamanho (20cm, por exemplo), é possível estimar a distância do objeto em relação à sua luneta.
Se você usar a magnitude 9X, divida o tamanho do objeto por 2,25. Assim, a 25 jardas as linhas mais finas do retículo da luneta cobrirão aproximadamente 8,5 cm.

Sei que muitos não gostam, mas quando o assunto é tiro de precisão, não dá para fugir da matemática, trigonometria e até da física.

Abraço,

Nelson.
"PROIBIR É SE MOSTRAR INCAPAZ DE EDUCAR"
'Freedom Through Strength' - NRA
"I live for myself and answer to nobody" - Steve McQueen
Avatar do usuário
Nelson
Atirador
Atirador
 
Mensagens: 745
Registrado em: 19 Dez 2005 17:49

Mensagempor JCASJ » 04 Mar 2008 13:24

Valeu Nelson

Vou fazer umas experiências mirando em uma régua e ver o que posso concluir.

Um abraço
BAM B-50 5,5 L Tasco 3-9x40E
CBC MNS 5,5 L 4x32
CBC Expresso 245 4,5
JCASJ
Atirador
Atirador
 
Mensagens: 65
Registrado em: 16 Mai 2006 16:34
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Mensagempor RodrigoBsb » 04 Mar 2008 22:38

Medição de distancia atraves da luneta sem a utilização do reticulo, algumas lunetas contam com um sitema de foco, algumas dianteiro outras lateral.

Ex de ajuste lateral , essa roda grande( reparem na arminha)
Imagem

Ex de ajuste dianteiro

Imagem


Em ambos os sistemas eles vem gravado de fábrica com algumas distãncias , sempre em jardas,

O que fazemos é o sequinte, colocamos alvos(eu costumo usar um texto com palavras bem pequenas) em distãncias conhecidas, medidas antes com uma trena,
Ex:

alvo nos 10
alvo nos 15
alvo nos 20
alvo nos 25
alvo nos 30
alvo nos 35
alvo nos 40
alvo nos 42
alvo nos 45
alvos nos 47 e por aí vai

Perceba que a medida que aumentamos a distância diminuimos também a distancia entre os alvos, devido a maior queda do chumbo,...

feito isso , com a luneta em aumento máximo, fazemos a visada no alvo e focamos usando o ajuste de foco, estando o alvo focado fazemos uma marcação na luneta correspondente aquela distãncia que já sabemos que o alvo se encontra, repete-se a operação no alvo seguinte até o ultimo,
Fica assim
Imagem
Imagem

Com isso agora temos a roda de ajuste marcada com as distãncia que quremos, agora é so mirar em um alvo de distância desconhecida, fazer o foco e pronto, vc saberá a distãncia que o alvo está e poderá fazer os ajustes de queda do chumbo se necessário

Parece complicado mas na prática é bem simples e funcional, só pra lembrar que isso não tem nada haver com regulagem de luneta, são coisas distintas,....


abrçs
Comigo é até o "TALON"!!!!

Tudo pelo ar, sem ele não vivemos!!!
RodrigoBsb
*Moderador - MVB
*Moderador - MVB
 
Mensagens: 3926
Registrado em: 10 Mar 2006 10:13
Localização: Brasilia DF

Mensagempor Marcelo Santos » 04 Mar 2008 23:28

Putzzzz

Resta mais alguem pra dar show de informações?

o que me resta agora é adquirir o equipamento rsrsrs


um braço!
Menald Cazador 5.5 Hibrida by Paulo Martins
Avatar do usuário
Marcelo Santos
Atirador
Atirador
 
Mensagens: 658
Registrado em: 05 Out 2006 18:35
Localização: Manaus - AM

Mensagempor Igor Porto » 04 Mar 2008 23:55

Fiz uma tabela de mil-dot ontem. Coloquei as medidas do zoom que mais utilizo na minha BSA 6-24x40mm. Mas pode ser usada proporcionalmente.

Um mili-radiano, equivale à 3.6 polegadas a 100 jardas, em zoom de 10x. 100 jardas = 91.44 metros. Como não gosto de jardas, calculei para metros. À 100 metros, 1 mili-radiano com zoom de 10x, é igual a 100mm (na verdade 99.9999). Quanto maior o zoom, menor é a medida do mil-dot. Então à 20x de zoom, um mil-dot = 50mm à 100 metros.


Imagem
Avatar do usuário
Igor Porto
*Atirador - MVB
*Atirador - MVB
 
Mensagens: 581
Registrado em: 02 Dez 2006 06:52
Localização: Uberlandia - MG

Mensagempor refeneres » 05 Mar 2008 11:48

Ótima aula !
muito bom, informação nunca é demais !
CBC MNS GII 5,5mm com Luneta 3x9x56E
CBC 345 Expresso Júnior 4.5mm (xodó)
Agora na categoria LIGHT pistola 380.
Avatar do usuário
refeneres
*Atirador - MVB
*Atirador - MVB
 
Mensagens: 227
Registrado em: 19 Jan 2008 09:27
Localização: Vitória/ES

Mensagempor Sérgio4x4 » 07 Mar 2008 17:21

Parabéns!

Aula nota 1000!

Sempre gostei de atirar, mas sou novo no ramo, estou esperando a chegada de carabinas no comércio, pretendo comprar uma com luneta que custe em torno de R$ 1.000,00, estou em dúvida entre a Rossi dione plus 5,5 e a CBC F22 5,5. Qual vc recomenda?

Cada artigo que leio, me deixa mais empolgado!, rsrsrsrs.

Valeu =D> !
Sérgio4x4
Novato
Novato
 
Mensagens: 36
Registrado em: 05 Mar 2008 10:15

Próximo

Voltar para Miras / Lunetas / Alvos

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes